Risco de febre amarela urbana em MG é real, diz pesquisadora da Ufla
14/03/2017
Casos de chikungunya em MG sobem quase 6 vezes
16/03/2017
Exibir tudo

Valadares recebe armadilhas para capturar mosquito Aedes aegypti

 

Em Governador Valadares, maior cidade do Leste de Minas, 500 casas vão receber armadilhas para capturar o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika, chikungunya e febre amarela. O primeiro Levantamento de Índice Rápido por Infestação de Aedes aegypti (LIRAa), realizado neste ano, foi de 9,7%. Segundo o Ministério da Saúde, o índice é considerado de alto risco de transmissão das doenças relacionadas ao mosquito.

O técnico em referência em dengue na cidade, José batista, explica que as armadilhas foram desenvolvidas por professores da UFMG e todos os bairros devem receber o material, que será colocado com a distância de aproximadamente 250 metros.

“O objetivo é saber semanalmente quais os bairros tem mosquito, se a infestação está alta, média ou baixa. E também descobrir em qual área o mosquito está contaminado pela zika, dengue ou chikungunya”, diz.

Ainda segundo ele, a armadilha consegue atrair o mosquito através da cor preta, da água que o colocada no fundo do recipiente e de um extrato a base de capim colonião, que funciona como atraente do mosquito. “Essas fêmeas serão recolhidas semanalmente pelos agentes, vamos enviar para um laboratório em Belo Horizonte e lá nós vamos saber se é Aedes aegypti ou não e se está contaminado pelos vírus”, conclui.

Febre amarela
A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais informou, na última sexta-feira (10), que já foram notificados 987 casos suspeitos de febre amarela. De acordo com a SES, deste total, 198 casos foram confirmados, 57 foram descartados e 732 ainda estão sob investigação.

Segundo a secretaria, 68 mortes já foram confirmadas, e outros 95 óbitos ainda são investigados.

As mortes confirmadas pela SES estão relacionadas às cidades dos vales do Rio Doce e do Mucuri: Ladainha (11), Itambacuri (7), Teófilo Otoni (5), Ipanema (5), Piedade de Caratinga (4), Malacacheta (3), Poté (3), Novo Cruzeiro (4), Setubinha (4), Imbé de Minas (2), São Sebastião do Maranhão (2), José Raydan (2), Santa Rita do Itueto (2), Inhapim (2), Conceição de Ipanema (1), Ubaporanga (1), Ubaporanga (1), Pocrane (1), Frei Gaspar (1), Entre Folhas (1), Itueta (1), Simonésia (1).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *