RAIVA HUMANA – TRANSMISSÃO, SINTOMAS E VACINA
29/04/2017
Conheça alguns hábitos do Aedes aegypti
01/05/2017
Exibir tudo

Receitas caseiras para controle de pragas e fungos

Separamos algumas receitas fáceis e baratas de fazer: elas são muito eficientes no controle de diversas pragas e doenças, como ácaros, pulgões, lagartas, cochonilhas, etc. Lembre-se que o primeiro passo é identificar corretamente qual o problema que está prejudicando sua planta. Para isso, você pode consultar um engenheiro agrônomo ou mesmo escrever para a gente.

Dissuloção do sulfato de cobre é primeiro passo na preparação da calda bordalesa

Algumas doenças podem ser evitadas com pequenos cuidados, como: evitar tesouras mal esterilizadas, lixo acumulado e proliferação de ervas daninhas.

Calda de Fumo

Ingredientes: 50 gramas de pó de fumo e 1 litro de água.

Como preparar: Pique o fumo em pedaços bem pequenos e coloque em uma panela com a água. Ferva a mistura por 25 minutos. Depois, acrescente a solução adesiva, mexa bem, tampe a panela e espere esfriar. Coe a calda e pulverize sobre as plantas. O princípio ativo é muito volátil, por isso o ideal é utilizar a calda no mesmo dia.

Indicado para: Combate de insetos e ácaros, como cochonilhas, pulgões e lagartas.

Cuidados: Utilize luvas e máscaras para trabalhar com o fumo, pois ele é tóxico. Ao aplicar sobre frutas e verduras, respeite um período de 10 dias de carência antes da colheita. Lave-os muito bem antes de consumir.

* A solução adesiva é feita com 100 gramas de sabão de coco (meia barra) e 2,5 litros de água. Basta picar o sabão de coco em pedaços pequenos e colocar em uma panela com a água. Levar ao fogo, mexendo sempre, até que o sabão se dissolva completamente. Espere esfriar e guarde em um recipiente fechado. Esta solução tem a função de fixas os remédios sobre as plantas.

Calda Bordalesa

Ingredientes

30 gramas de sulfato de cobre (3 colheres de sopa); 30 gramas de cal virgem (3 colheres de sopa); 5 litros de água; 1 balde de plástico; 1 panela; 1 pano de algodão e 1 arame.

Como preparar

1º passo: dissolução do sulfato de cobre
No dia anterior ao preparo ou no mínimo 4 horas antes, você deve dissolver o sulfato de cobre: coloque a substância dentro de um pano de algodão, amarre e mergulhe no balde de plástico com aproximadamente 8 litros de água. Utilize o arame para suspender o sache, de modo que ele não toque o fundo do recipiente.

2º passo: leite de cal

Dissolva lentamente a cal virgem em dois litros de água dentro da panela. Mexa até completar a dissolução. Esta mistura produz muito calor e pode queimar, tome cuidado.

3º passo: misturar as soluções
Aguarde 24 horas para misturar o sulfato de cobre diluído com o leite de cal. Depois, verifique o Ph da calda com a ajuda de uma lâmina de ferro. Mergulhe-a na solução: se ela enferrujar na superfície em poucos minutos, é sinal de que a solução está muito ácida e é preciso acrescentar mais leite de cal. O Ph deve ficar neutro, de modo que o ferro não enferruje. Aplique a calda bordalesa nas plantas no mesmo dia, sem diluir.

Indicado para: controle de míldio e alternaria da couve e do repolho, alternaria do chuchu, antracnose do feijoeiro, pinta preta e queima do tomate, murchadeira da batata, queima das folhas da cenoura, etc. Também é utilizada em frutíferas, como figueira, parreira, macieira etc.

Cuidados: utilize SEMPRE equipamentos de proteção (especialmente luvas) para aplicar a calda. Não aplique em dias chuvosos ou sob sol muito quente. Evite realizar as aplicações durante a floração das plantas, pois elas podem prejudicar a frutificação.

Dica

– Use as caldas com bom senso, e pulverize as plantas somente quando ela estiver sendo atingida por pragas e doenças. Não aplique sobre flores e frutos, restringindo a aplicação às partes afetadas da planta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *