Dedetização vale a pena? Como saber quem contratar?
07/04/2017
Safra 2016/2017: pragas voltam a atormentar os sojicultores
09/04/2017
Exibir tudo

Novos problemas com insetos praga

As pragas voltaram a causar preocupação maior na agricultura depois da ocorrência de espécies novas, da proibição de alguns agroquímicos e do lançamento de plantas geneticamente modificadas, combinado com as deficiências na identificação correta dos insetos e a falta de estudos para determinar a ocorrência de populações resistentes a inseticidas.

As lagartas tornaram-se novo tormento para os produtores de soja no Brasil e nos países do Cone Sul. Novas espécies causaram danos severos e os agricultores encontraram dificuldades no controle com os inseticidas e doses consideradas eficientes para as lagartas conhecidas em soja.

A falta de taxonomistas, para a identificação de pragas e de inimigos naturais é uma evidência no Brasil, mostrando a necessidade de maior investimento na pesquisa. Além da identificação de espécies, o monitoramento de populações resistentes a inseticidas é uma necessidade para a adoção de boas práticas agrícolas, atendendo as demandas do mercado para a rastreabilidade de grãos de soja.

Identificação

A lagarta-da-soja, Anticarsia gemmatalis, continua sendo a praga mais frequente e de distribuição generalizada.

A lagarta falsa-medideira, Chrysodeixis (Pseudoplusia) includens, teve ocorrência esporádica no passado e agora está entre as pragas principais em soja. Foi registrada com maior frequência e com populações resistentes a inseticidas, na Argentina e no Brasil.

Fonte: Plantio direto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *