Limpeza da caixa d’água ajuda a evitar doenças; confira como fazer
11/06/2017
barata morta por ação da dedetização de ratos baratas cupins
Perguntas Frequentes sobre Controle de Pragas
13/06/2017
Exibir tudo

Mais casos de dengue e chikungunya no Triângulo Mineiro são divulgados em boletim do Estado

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES) divulgou nesta terça-feira (2) o novo boletim sobre dengue e chikungunya no estado. De janeiro até agora foram registrados casos provavéis no Triângulo e também de alta incidência de dengue. Com relação à chikungunya, Uberlândia e Araguari estão entre os com maior número de registros. Veja mais abaixo.

Dengue

Em Minas Gerais, 35 cidades estão com incidência alta de dengue. Na maior cidade do Triângulo Mineiro, Uberlândia, a incidência é considerada média. Mesmo assim, o número de casos prováveis de dengue aumentou conforme o último boletim. No dia 25 de abril eram 985 casos e, hoje, 1.123.

Confira dados de outros municípios da região:

  • Araporã: 42 casos
  • Cachoeira Dourada: 10 casos
  • Monte Alegre de Minas: 124 casos
  • Centralina: 34 casos
  • Gurinhatã: 27 casos
  • Itapagipe: 116 casos

Chikungunya

No Triângulo Mineiro, Uberlândia e Araguari são os que apresentam maior número de casos de chikungunya do ranking dos 30 municípios com mais registros nesta categoria. Apesar disso, a incidência é considerada baixa nas duas cidades, já que estão nas últimas posições do total citado.

O que chama atenção especificamente no que diz respeito a Uberlândia é que este último informe aponta 23 prováveis casos da doença e, na última divulgação feita no dia 25 de abril, eram 16 casos, ou seja, um aumento de 7 casos em uma semana, que corresponde a um crescimento de 43,75%.

Casos em Uberlândia e Araguari:

  • Uberlândia: 23 casos
  • Araguari: 16 casos

Transmissão

A chikungunya e a dengue são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. No caso da chikungunya, possíveis outras formas de transmissão ainda são investigadas. Para evitar a proliferação dos mosquitos, é importante não deixar água parada.

Para evitar as picadas, é possível colocar redes nas janelas, vestir roupas com mangas compridas nas áreas de risco e usar repelente. Isso vale para todas as doenças. A dengue já tem uma vacina aprovada, mas vendida apenas na rede privada na região.

 (Foto: )

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *