10 pragas animais que prejudicam os ecossistemas
01/09/2016
Mosquitos e outras criaturas estranhas em seu quarto
03/09/2016
Exibir tudo

Limpeza de caixa d’água no inverno ajuda a prevenir focos do Aedes aegypti

Com os termômetros registrando temperaturas cada vez mais baixas, muitos acreditam estar livres do mosquito transmissor da dengue, zika vírus e febre chikungunya. Apesar da atividade reprodutiva do Aedes aegypti diminuir durante o frio, é nesta época do ano que os cuidados devem ser intensificados. “Assim é possível acabar com os criadouros e, consequentemente, reduzir o alcance da doença no ano seguinte”, explica Juberson Fabiano do Prado, engenheiro agrônomo.

Além disso, você sabia que existe uma lei que estabelece a limpeza a cada seis meses? A lei estadual 13.331, de 2001, estabelece a obrigatoriedade da limpeza periódica dos reservatórios de água por um período não superior a seis meses.

Limpar periodicamente a caixa d’água, além de ser útil para verificar a existência de vazamentos, pode evitar doenças como a leptospirose, gastroenterites, diarreia e as transmitidas pelo Aedes aegypti. “Nem sempre os micro-organismos presentes na água alteram sua cor, cheiro ou gosto. Por isso, a limpeza dos reservatórios é fundamental para manter a qualidade da água e evitar a proliferação de vírus e bactérias que possam ser prejudiciais à saúde”, afirma o engenheiro.

Segundo especialistas, a contaminação se dá principalmente pelo fechamento incorreto da caixa d’água – a falta de vedação possibilita a entrada de poeira, insetos e animais, como ratos, baratas, pombos, morcegos e mosquitos. Para garantir a qualidade da água, a recomendação é que a higienização seja realizada a cada seis meses. Em residências, o próprio morador pode fazer a limpeza, mas existem empresas especializadas que oferecem o serviço, principalmente para empresas e condomínios.

“Muitas vezes a caixa d’água fica em local de difícil acesso e um profissional treinado, com capacitação em normas específicas de segurança do trabalho, garante a higienização correta, além de minimizar os riscos”, revela Prado. Em reservatórios maiores, é necessário o uso de equipamentos de segurança – medidor de gases, luvas de borracha e máscara – já que a sujeira acumulada pode gerar gases como o metano, extremamente tóxico.

O engenheiro agrônomo indica o passo a passo para fazer a limpeza da maneira certa e segura:
Feche o registro de entrada de água e esvazie o reservatório, deixando apenas um palmo de água no fundo para utilizar na limpeza;

Tampe a saída de água e escove as paredes internas com uma escova plástica. Não utilize sabão, detergente ou qualquer outro produto químico para fazer a higienização;

Enxague, retirando toda a sujeira, e depois seque totalmente o reservatório com panos limpos;

Pulverize hipoclorito de sódio 0,2% (água sanitária) nas paredes e no fundo da caixa;

Abra o registro e deixe o reservatório encher;

Lave a tampa e feche corretamente a caixa d’água. Dentro de seis meses, repita a operação.

Fonte: http://www.bonde.com.br/casa-e-decoracao/morar-bem/limpeza-de-caixa-dagua-no-inverno-ajuda-a-prevenir-focos-do-aedes-aegypti-410375.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *