black bug on person's hand
Reações a inseticidas podem ser piores que as picadas de insetos
21/06/2016
blue ocean
Cuidar da água que se consome evita doenças
23/06/2016
Exibir tudo

Doenças transmitidas por insetos matam 1 milhão de pessoas por ano

brown and black insect

Foto por Syed Ali em Unsplash

Uma picada de inseto às vezes parece inofensiva, mas pode trazer uma grande dor de cabeça. Mosquitos, moscas, carrapatos e caramujos de água doce são exemplos de pequenos bichos que causam doenças graves, podendo levar à morte. Para chamar atenção sobre o assunto, a Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou a campanha: “Pequenas picadas: grandes ameaças”.

Este é o tema do Dia Mundial da Saúde 2014, celebrado nesta segunda-feira (7). Neste ano, o órgão destaca que doenças como a malária, dengue, leishmaniose e febre amarela podem ser prevenidas, porém ainda afetam as regiões mais pobres, sobretudo os que moram em áreas rurais. A estimativa é que um milhão de pessoas morrem todos os anos de doenças transmitidas por insetos e o número de pessoas infectadas supera um bilhão. Além disso, mais da metade da população mundial correm o risco de serem infectados.

De todas as enfermidades causadas por vetor, a mais letal é a malária. Estima-se que tenha causado 660 mil mortes em 2010, sendo as crianças africanas mais atingidas. No entanto, a OMS ressalta que a doença que mais cresce em número de vítimas no mundo é a dengue, cuja incidência aumentou 30 vezes nos últimos 50 anos.

“A globalização do comércio e deslocamentos rápidos entre continentes, assim como mudanças no meio ambiente, como alteração do clima e urbanização tem exercido grande impacto na transmissão de doenças transmitidas por vetor, inclusive causando seu aparecimento em países onde eram antes desconhecidas”, afirma a OMS.

A campanha destaca algumas medidas simples que podem ser tomadas individualmente para a prevenção, veja abaixo:

– Uso de roupas que funcionam como barreiras físicas a picadas;

– Uso de mecanismos para manter vetores fora das casas, como telas em portas, janelas e leitos;

– Redução de locais de cultivo de vetores próximo das casas e nas comunidades por meio de:

Cobertura de reservatórios de água

Eliminando poças e drenando locais onde a água possa acumular

Descarte de objetos inúteis que possam conter água como garrafas vazias e pneus

Controle de água armazenada em plantas e vasos

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pede aos países, neste dia sete de abril, que façam do controle de insetos uma prioridade para acabar com uma ameaça séria, mas que pode ser evitada.

 

Fonte: http://ciclovivo.com.br/noticia/doencas-transmitidas-por-insetos-matam-1-milhao-de-pessoas/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.