escorpião brilha no escuro
Escorpiões brilham no escuro
13/05/2016
Como se prevenir do aedes aegypti, Entrevista MGTV
25/05/2016
Exibir tudo

Doenças transmitidas por carrapatos

Se você tem um bichinho de estimação você deve saber que os carrapatos podem ser muito prejudiciais para a saúde de seus animais, porém, você pode não saber que eles também podem fazer mal a você. Saiba mais sobre as doenças transmitidas por carrapatos e que podem infectar você ou seu animalzinho de estimação:

Doenças transmitidas por carrapatos em humanos

Esse parasita está no segundo maior grupo de importância como causadores de doenças infecciosas, pois eles se utilizam de mais de um hospedeiro. Então, tome cuidado quando o seu animal de estimação estiver comcarrapatos e também se você andar por cerrados descampados, florestas e pastagens.
 
 

Doenças transmitidas por carrapatos

Febre Maculosa

Geralmente é transmitida por cães que estão com carrapatos e em áreas rurais. No homem, os sintomas podem não aparecer tanto, o que leva a achar que é apenas uma gripe. Há aparecimento de lesões na pele, formando hemorragias, trombos e infiltração cerebral com quadro de vasculite necrosante.
 
Quando o vírus é incubado, os sintomas são imediatos e fortes, muita febre, dores de cabeça, mialgias, prostração e confusão mental. As lesões na pele devem apareces pelo 3º dia de infecção, começando pelas extremidades do corpo, como punho e tornozelo e expandindo para áreas do tronco e pescoço. Em duas semanas a doença já atinge o estado grave.

Babesiose

Os primeiros sintomas após a incubação do vírus (de 10 a 20 dias) são falta de apetite, febre, lacrimejamento e depressão, também podem ocorrer icterícia. Posteriormente, mais sintomas aparecem, como inchaços, principalmente nos membros, vulva, baixo ventre, bolsa escrotal e na região encefálica. As fezes começam a ficar ressecadas e com uma coloração amarelada, depois um quadro de caquexia e hemorragias internas e esquimoses (manchas roxas devido à hemorragia interna) nas mucosas das narinas e da vagina.
 
Em casos crônicos a febre persiste durante várias semanas, variando entre 39º e 42ºC e o batimento cardíaco aumenta para 100 por minuto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *