Insetos retirados de corpos já ajudaram polícia a elucidar 48 crimes
22/11/2016
Embrapa cria filme fitoprotetor que evita pragas no pomar
24/11/2016
Exibir tudo

A dedetização é a melhor forma de combater os escorpiões

O escorpião é considerado um dos artrópodes mais perigosos para os humanos e os outros animais. Mas saiba que, das mil e quinhentas espécies que vivem no mundo, cerca de vinte são realmente venenosas. No Brasil, são encontradas somente quatro dessas espécies consideradas venenosas. São elas: Tityus serrulatus (escorpião amarelo), Tityus paraensis (escorpião preto da Amazônia), Tityus bahiensis (escorpião marrom) e Tityus stigmurus (escorpião amarelo do Nordeste).

Crianças, idosos e pessoas imunodeficientes correm mais risco de morte. Os principais sintomas decorrentes das picadas são: falta de ar, sudorese (suor excessivo), náuseas, vômitos, insuficiência cardíaca, muita dor no local da picada e morte.

Minas Gerais é considerado o estado com o maior número de acidentes com escorpiões no Brasil. Esses animais vivem escondidos em entulhos, troncos de árvores, esgotos, frestas, caixas de gordura, entre outros.

Ao contrário do que todos pensam, obviamente, o escorpião macho existe, o que acontece é que algumas espécies não necessitam do macho para se reproduzir e na espécie Tityus serrulatus são encontradas somente as fêmeas, o que garante maior agilidade na reprodução e ajuda na perpetuação da espécie.

Os escorpiões se alimentam principalmente de baratas de esgotos (Periplaneta americana), daí a importância de controlar esses insetos. A melhor maneira de combater essa praga é a adoção de métodos preventivos juntamente com a aplicação de inseticidas específicos, além da contratação de uma dedetizadora que possui especialistas capacitados e instruídos com as informações corretas de manuseio dos produtos.

Segue abaixo alguns manejos ambientais  que auxiliam na prevenção dos escorpiões:

-Manter limpos os quintais, jardins e arredores, aparando a vegetação com frequência.

-Acondicionar o lixo domiciliar em sacos plásticos.

-Não acumular lixos como folhas secas, gravetos, cascalhos e material de construção que servem de abrigo para escorpiões.

-Não jogar resíduos em terrenos baldios ou áreas livres.

-Não por as mãos nuas em locais propícios a escorpiões.

-Remanejar materiais de construção que estejam armazenados.

-Fazer a poda das plantas periodicamente.

-Vedar frestas em portas, janelas e muros, impedindo a entrada de escorpiões, principalmente ao anoitecer.

-Usar telas nos ralos do chão, pias, tanques e nas aberturas de ventilação dos  porões.

-Examinar roupas e calçados antes de usá-los, principalmente quando tendo sido expostos ou espalhados pelo chão.

-Manter alimentos bem embalados de modo a evitar infestação de baratas, cuja presença atrai os escorpiões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *