Doenças transmitidas por carrapatos
13/05/2016
Limpeza Prevista em lei
25/05/2016
Exibir tudo

Como se prevenir do aedes aegypti, Entrevista MGTV

O mosquito Aedes aegypti voltou aos noticiários recentemente por ser o transmissor do Zica vírus, micro-organismo que pode estar por trás da epidemia de microcefalia em bebês no Nordeste. Mas ele também é responsável pela proliferação de doenças conhecidas como a dengue e a febre amarela, e outras nem tanto como a febre chikungunya. A febre amarela é a única delas que pode ser prevenida com vacina.

 

“Sendo assim, a única forma de evitar a transmissão dessas doenças é impedir a reprodução do mosquito que as transmite”, afirma o infectologista Renato Kfouri,  vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm).

 

E o combate deve ser feito em todas as estações do ano – embora o embrião do inseto se desenvolva em apenas 48 horas se as condições de temperatura estiverem favoráveis (ou seja, tempo úmido e quente), os ovos podem sobreviver por meses em local seco e eclodir na próxima chuva. Não há motivo para pânico, no entanto, todas essas doenças são graves, por isso é importante tomar algumas medidas de segurança para proteger a sua família.

 

No vídeo a baixo uma de nossas técnicas explica um pouco sobre o assunto:

 

 

É importante ressaltar que o maior problema para combater o mosquito da dengue é que o mesmo pode se reproduzir em qualquer local que tenha um acúmulo de água. Ou seja, tenha cuidado com as garrafas, pneus velhos, latas, potes, vidros, pratos e vasos de flores ou plantas. Uma pequenina poça de água já basta para que apareça o foco do Aedes aegypti. Também é necessário tomar cuidado com as plantas que costumam acumular água, como as bromélias.

 

Se você tiver plantas aquáticas, é essencial ao menos uma vez por semana, lavar o vaso, especialmente em seu interior. Encha de areia até a borda os pratos dos vasos de planta. Também é necessário jogar no lixo todo objeto que possa acumular água. Com esses cuidados, a sua casa ficará livre da dengue!

1 Comment

  1. […] é o primeiro bicho que vem à mente quando você pensa em praga urbana?”. Mesmo com as intensas campanhas contra o Aedes aegypti e a preocupação com as doenças transmitidas pelo mosquito, a resposta mais comum foi […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *