Valadares recebe armadilhas para capturar mosquito Aedes aegypti
15/03/2017
Aranha é fotografada no momento em que sai para capturar presa na teia
17/03/2017
Exibir tudo

Casos de chikungunya em MG sobem quase 6 vezes

O número de casos de febre chikungunya registrados, em Minas Gerais, em janeiro deste ano foi quase seis vezes maior do que os notificados no mesmo período de 2016. De acordo com o balanço publicado, pela Ses (Secretaria de Estado de Saúde), nesta quarta-feira (1º), os casos prováveis durante o primeiro mês do ano saltou de 36 para 200.

O número de casos registrados em janeiro de 2017 é quase metade do número de ocorrências geradas em todo o ano de 2016, quando houve 507 relatos. Segundo a Ses, os números estão considerando todos os casos notificados, com exceção dos que já tiveram resultado negativo para a doença.

Dengue

A pasta também publicou o levantamento referente à infestação de dengue no estado. No primeiro mês do ano, somam 4.647 os casos confirmados junto com os casos ainda em investigação. Os novos dados, comparados ao mesmo período do ano passado, representam uma redução de, aproximadamente, 92% no número de possíveis contaminações. Em 2016, foram confirmados 253 mortes provocadas por dengue em Minas Gerais. Neste ano, ainda não há nenhuma vítima fatal foi confirmada, porém, três óbitos estão sendo investigados.

Zika

Assim como os casos suspeitos de dengue, o número de pacientes possivelmente contaminados pelo Zika vírus, também transmitido pelo Aedes aegypti, apresentou queda. Em janeiro de 2016 foram notificados 752 casos prováveis da doença provocado pelo vírus. Já no mesmo período deste ano, houve 73 registros, o que representa uma redução de mais de 10 vezes.

Fonte: R7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *