TRAÇAS

São conhecidas como traças diversas espécies de insetos. Na área urbana, destacam-se as traças dos livros pertencentes à Ordem Thysanura, as traças das roupas e as de produtos armazenados, ambas classificadas na Ordem Lepidóptera. Nas áreas rurais, há um grande número de espécies de traças que causam enormes prejuízos à agricultura. Existem também espécies que se alimentam da cera dos favos das abelhas. Nem todas as espécies causam prejuízos ao ser humano.

As traças dos livros são muito comuns em residências. Esses insetos são ápteros e apresentam apêndices caudais longos. Alimentam-se de substâncias com proteínas, amido e açúcar, podendo consumir cereais, farinhas úmidas, papéis que contenham cola, etc. O desenvolvimento ocorre sem metamorfose, desta forma, os jovens assemelham-se aos adultos. O período de desenvolvimento depende das condições climáticas, mas geralmente ocorre em cerca de um ano.

As traças das roupas sofrem metamorfose completa, passando pelas fases de ovo, larva, pupa e adulto. Os ovos são depositados em tecidos e neles ficam aderidos. As larvas têm um casulo em forma de losango e são encontradas em superfícies de paredes, móveis, etc. Os indivíduos adultos são alados, mas voam pouco. Geralmente, são encontrados em locais escuros, como armários e gavetas. A umidade tem grande influência no desenvolvimento destes insetos, sendo o ambiente ideal bastante úmido e quente, além de escuro. Alimentam-se de tecidos, poeira, papel, entre outros.

TIPOS DE TRAÇA

Lepisma saccharina

Lepisma saccharina

Nome popular: traça dos livros.


Descrição:
não apresentam asas, possuem tamanho entre 0,85-1,3cm , corpo de coloração cinza a prateada, alongado e achatado dorso-ventralmente com 2 ou 3 filamentos caudais e aparelho bucal mastigador.

Biologia: vivem preferencialmente em ambientes escuros e úmidos. Possuem hábito noturno e são muito ágeis, escondendo-se rapidamente em frestas de móveis, armários, rodapés e caixas, sendo este último, o principal veículo de dispersão da praga, levada junto a livros e utensílios domésticos em mudanças. Algumas traças adaptaram-se muito bem ao ambiente urbano, sendo consideradas importantes pragas domiciliares, como essa espécie. Em museus, bibliotecas, tecelagens, supermercados, hotéis e em muitos outros estabelecimentos comerciais, as traças devem ser monitoradas com rigor, evitando-se infestações severas e danos significativos. As traças adultas podem viver por mais de 4 anos.


Importância:
alimentam-se de todos os tipos de substâncias amiláticas, como amido dos livros, encadernações, papéis, etiquetas, etc. Em residências, alimentam-se do amido de roupas, lençóis e sedas, além de farináceos em geral.

Sitotroga cerealella

Nome popular: Traças dos cereais

Descrição:  Mariposas que vivem no interior dos grãos e cereais., pois se desenvolvem em alimentos, contaminando-os com suas fezes, partes do seu corpo e fios de seda. A fase larvária produz uma seda característica, que facilita o seu desenvolvimento e  locomoção sobre o alimento.

As mariposas adultas possuem coloração clara, e possuem maior atividade ao anoitecer.

Importância: Se alimentam e vivem no interior de grãos, cereais, chocolates, biscoitos, chocolates, produtos armazenados e ensacados.

Tinea sp

Nome popular : Traças das roupas

DescriçãoPassa por uma metamorfose completa. A mariposa adulta bota de 100 a 150 ovos, que  se transformam em lagartas após 60 dias. As lagartas  tecem um casulo e dentro desse invólucro, se alimenta de fios de cabelos, tapetes, tecidos, roupas de lã entre outras. Após essa fase, se transforma em pupa e mais tarde em mariposa. Vivem em locais úmidos e escuros.

MEDIDAS PREVENTIVAS CONTRA TRAÇAS

Para que o controle de traças realizado em suas dependências alcance maior eficácia, faz-se necessária a adoção das seguintes medidas preventivas, que se baseiam no controle ambiental:

  • Remover freqüentemente a poeira de móveis, estantes, quadros, cortinas e tapetes para impedir que as traças se instalem nesses locais.
  • Evitar acúmulo de papéis e roupas velhas, guardando-os em locais protegidos e submetidos à limpeza constante.
  • Não acumular madeiras e folhas secas nas proximidades de residências, pois as traças preferem locais escuros e secos para abrigo.
  • Vistoriar freqüentemente gavetas e móveis onde estejam guardados tecidos, roupas de cama e roupas de lã, pois esses locais são excelente abrigos para as traças.
  • Guardar cereais e massas em recipientes fechados para que não sirvam de alimento para as traças. No caso de grande estocagem, colocá-los em local com boa aeração e de fácil inspeção.

Problemas com Traças?

A Real resolve. Contamos com profissionais capacitados, equipamentos e produtos de última geração, atendemos sua demanda de forma ágil e segura.